Grêmio X Alunos (?)

17 06 2009

Passeando pelos tópicos da comunidade no orkut sobre o colégio, vi um tópico relacionado a uma possível festa junina no local, acabei lendo alguns comentários a cerca do grêmio estudantil.
Os alunos afirmam que o Grêmio não faz nada e por sua vez os alunos que ocupam cargos no grêmio afirmam que ninguém se dispõe a fazer nada, agora eu me coloquei a pensar onde estaria o problema.
Sem dúvida este está em abas as partes, já que o Grêmio deveria perceber que se é na comunidade que as críticas e comentários tomam força, é por lá que deveriam começar sua estratégia, entanto dispostos a responder dúvidas e debater assuntos, como esse próprio da festa que eu sei bem (por experiência própria durante o ano passado) não é um assunto fácil para se discutir ante a direção da escola, mas tendo consciência disso é que os responsáveis e porta-voz dos alunos deveriam expor aos mesmos os pré-requisitos que a direção impôs usando como meio por exemplo um tópico da própria comunidade para que estes sejam discutidas e uma solução plausível possa ser tomada.
Os alunos por sua vez deveriam tomar para si o direito que eles tem de debater e levas suas questões ao grêmio, para que uma solução possa ser encontrada, eu sei que muitos não se sentem a vontade para chegar na sala do grêmio e falar alguma coisa, mas o que eles tem que ter é consciência de que aquele é um espaço comunitário e os horários de funcionamento que ficam ali expostos não é para serem ignorados, pois as pessoas se dispuseram a estar ali como um meio entre alunos e direção afim de planejar e agir de acordo com o que a maioria aprovar, pois a realização de projetos não depende exclusivamente do Grêmio escolar, mas sim de uma parceria e cumplicidade entre diretoria e corpo discente.
Isso tudo pode ser um trabalho desgastante e cansativo que aparentemente não traz resposta, mas as conquistas estudantis não são ganhas da noite para o dia assim, tijolo após tijolo construímos uma sociedade mais justa, partindo do pequeno grande pedaço que é a escola.

Anúncios




Andy, Andy, Andy

14 06 2009

Andy_Warhol
Não há como falar em arte sem citar Andy Warhol.
Não há como falar em rock dos anos 60 sem citar Andy Warhol.
Não há como falar em cinema sem citar Andy Warhol.
Em Agosto de 1928 nascia uma estrela, de raízes Eslováquia Andrew Warhola nasceu em Pittisburgh onde aos 17 anos entrou para universidade e conseguiu se graduar em Design, logo depois mudou-se para New York, a cidade que acontece.
Andy trabalhou para revistas como Vogue, Harper’s Bazaar e The New Yorker. Também fez anúncios publicitários e displays de lojas, esse foi apenas o início de uma carreira de sucesso no mundo das artes visuais dando inicio a sua carreira de artista plástico em 1960 Andy foi o precursor do que hoje chamamos de publicidade.
Tendo as cores gritantes e tintas acrílicas como uma de suas marcas, o artista inovou o conceito de pop art reproduzindo imagens famosas num esquema de repetição que formava um quadro com a mesma imagem em cores diferentes, não é a toa que é conhecido como ícone dessa cultura.
Além das façanhas artísticas, Andy foi também conhecido como mentor intelectual do grupo Velvet Underground e também responsável pela entrada de Nico na banda que visivelmente não era querida na mesma principalmente por Lou, prova disso é o título do primeiro disco da banda: The Velvet Underground And Nico, que traz na capa a imagem de uma banana criada pelo próprio Andy. O estilo de rock experimental que os Velvet faziam não era muito abrangente na década de 60 e por isso não fizeram muito sucesso enquanto a banda existia, diferente do que os componentes imaginavam que seria quando em 1968 ‘despediram’ Andy Warhol e a tão exuberante quanto exótica cantora de voz grave, Nico.
Mas só o campo das artes e da música não eram suficiente para o sr. Warhol que também produziu mais de 60 filmes entre 1963 e 74,tais como: L’Amour, Blue Movie, Milk, Kiss The boot, entre outros os quais eram estrelados por diversos artistas freaks e traziam o experimentalismo em seu estado mais puro, o ambiente desses artistas e o espaço em que Andy trabalhava era chamado Factory.
Andy ainda representa um mistério, uma de suas mais famosas citações faz referência ao poder de saber ficar quieto na hora certa: “As palavras enchem espaço. Prefiro encher a carteira” e assim sem sabermos se ele apenas era fruto das circuntâncias, ou se realmente tudo o que fez é fruto de uma suprema genialidade é que Warhol morreu em 1987, após ser operado por um problema na vesicula biliar.
“Sou uma pessoa profundamente superficial.” Andy Warhol

untitledn.bmp





Wayfarer

7 06 2009

Minhas imagens
Se tratando de famosos e wayfarers a imagem acima é quase auto-explicativa, de fato as celebridades se renderam às graças desse modelo Ray-Ban.
Criado em 1952 o Wayfarer representa na história da moda um papel importante, a quebra das armações de metal que deu lugar a era das armações de plástico, esse modelo ganhou fama entre as decadas de 50 e 60 principalmente quando a atriz Audrey Hepburn apareceu com um em um de seus filmes.
Após ser usado pela bonequinha de luxo e citado como um dos melhores modelos de óculos de sol do século XX, o wayfarer também tomou um lugar importante ao ser usado por Bob Dylan que acabou adotando o modelo como uma marca registrada. Nessa época outros artistas também aderiram a moda tais como John Lennon e Andy Warhol.
E entre idas e vindas no mundo fashion ao longo dos anos o modelo wayfarer também foi aos poucos sofrendo algumas modificações, chegando aos tempos modernos com diversas cores, tamanhos e chegando a variar um pouco sua forma entre uns óculos e outros. E se no passado ele foi adotado por diversos artistas atualmente a situação não é diferente, celebridades dos mais diferentes estilos optam por não sair de casa sem um, abusando das mais diversas cores não só da haste como também das lentes – como por exemplo a versão com lentes transparentes – e como o que quase tudo o que os famosos usam cai na moda popular com o nosso majestoso wayf. não foi diferente, e isso pode ser comprovado em qualquer lugar, nas ruas, shoppings, bares sempre se encontra alguém usando um. Quem comprou confirma, é impossível querer só um!
Se interessou? Clicando na imagem você vai direto ao perfil da coqueluxe que é uma loja virtual onde tem diversos modelos e cores, não só de Wayfarers como também outros modelos, é só escolher o seu!